Futebol Feminino

O fantasma do rebaixamento passou, Wolfsburg: deixem as mulheres comemorarem – e chamem os homens para saudá-las

wolfsburg2

Conquistar um campeonato no futebol nunca é fácil. Vencer as duas principais competições do país no mesmo ano, então, é ainda mais difícil – e raro até. Tamanho feito mereceria uma grande comemoração. Certo?

Para o Wolfsburg, da Alemanha, não necessariamente. O clube viu suas jogadoras conquistarem não só o Campeonato Alemão de futebol feminino, como também a Copa da Alemanha nessa temporada, mas a comemoração programada para o time delas – que incluía uma festa na cidade, com direito à recepção do prefeito – foi cancelada.

Isso porque o time masculino do Wolfsburg estava indo bem mal neste ano. A equipe terminou o Campeonato Alemão em 16º lugar e correu risco de ser rebaixado para a segunda divisão – para se livrar da queda, era preciso vencer o Eintracht Braunschweig na repescagem na última segunda-feira.

Então, justamente para “não incomodar” o time masculino, para não “desviar o foco” do clube, a festa dos títulos conquistados pelo time feminino foi cancelada. Segundo os diretores do clube, ela até vai acontecer – mas não antes de setembro, três meses depois das conquistas que colocaram as mulheres do Wolfsburg no topo.

“Na verdade, já é uma tradição que elas sejam recebidas pelo prefeito Klaus Mohrs e que celebrem na cidade a temporada vitoriosa com os torcedores. Mas agora o Wolfsburg todo está focado naturalmente na luta contra o rebaixamento. E por causa disso a festa para o time feminino não vai acontecer até o início da próxima temporada”, afirmou o diretor do clube Tim Schimacher na página do Wolfsburg no Facebook.

Pois bem, é claro que nenhum torcedor quer que seu time seja rebaixado – nem no feminino, nem no masculino. Então é até plausível esperar a situação dos homens se resolver antes de instaurar no clube o clima de festa pelos títulos delas. Mas esperar até setembro? Cancelar a festa imediatamente e prometê-la somente para daqui três meses, quando ninguém sequer lembrará das conquistas que elas tiveram dentro de campo? Faz algum sentido essa comemoração tão longínqua?

wolfsburg3

Pode ser melhor, Wolfsburg. Pode ser bem melhor.

Já que agora o time masculino já afastou o fantasma do rebaixamento, por que não aproveitar o momento de alívio deles para fazer a festa delas? Cancele o cancelamento. Volte atrás nessa ideia de “deixar para setembro”. Chame o prefeito, estenda o tapete vermelho e convide os homens do time para entregar às mulheres a medalha de honra ao mérito – de honra ao clube; de honra ao títulos conquistados neste ano.

Faça com que eles aprendam com elas – para não passarem na próxima temporada da Bundesliga os mesmos apuros que passaram nessa.

Afinal, a equipe feminina do Wolfsburg é mais do que bem-sucedida no cenário internacional. No fim de semana, elas conquistaram o tricampeonato consecutivo da Copa da Alemanha – são quatro títulos no total na história do clube. Elas também garantiram pela terceira vez o título do Campeonato Alemão neste ano.

Na Champions League, são as únicas a terem conquistado um bicampeonato, (2012-2013 e 2013-2014). E isso tudo em um país onde futebol feminino também é tradição e é bastante competitivo – as alemãs são as atuais campeãs olímpicas, aliás.

Enquanto isso, a equipe masculina conquistou apenas uma vez o Campeonato Alemão, uma vez a Copa da Alemanha, e nenhuma vez a Champions League.

São os times feminino e masculino que fazem o Wolfsburg grande juntos – jogadoras e jogadores, ambos fazem parte do clube de maneira igual (ou deveriam fazer). Então que a festa agora possa acontecer com eles juntos. Os homens aplaudindo as mulheres pelos feitos que elas conquistaram – e pelos quais merecem todas as homenagens agora, não só daqui três meses.

Deixem a mulher jogar, deixem a mulher ~dibrar – e, mais do que tudo, deixem a mulher comemorar suas conquistas dentro de campo.

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *