Futebol Feminino

Existem duas coisas maiores que Serena Williams

O que um tenista precisa para ser considerado o melhor de todos os tempos? 17 Grand Slams. Pelo menos, isso foi o necessário para Roger Federer. Mas se o número de grand slams fosse realmente o que importa, talvez ele não fosse considerado o melhor: Serena Williams tem 21 grand slams de simples e outros 15 de duplas. Acho melhor nem citar os quatro ouros olimpícos, porque vai ficar chato para o suíço.

O talento de Federer é inquestionável, não quero discutir isso. Quero discutir porque o talento de uma mulher negra, tão vencedora quanto o suíço, é tantas vezes questionado. Por que Serena é tantas vezes desrespeitada? Por que ela não vale tanto dinheiro quanto ele? Por que ela não vale tanto dinheiro quanto Maria Sharapova?

Serena tem 21 grand slams. Mas alguns dizem que ela só ganha “porque é forte como um homem”. São 25 finais disputadas, 21 ganhas (só em Grand Slams), mas ela é “agressiva demais para uma mulher”. Ela fez duas vezes o Serena Slam (ganhar quatro Grand Slams em seguida) e mesmo assim, é chamada de Serenão por narradores brasileiros.  ‘‘The greatest player, I think, that ever lived.’’, segundo John McEnroe e ouve que quem salva a beleza do tênis feminino são suas colegas Eugenie Bouchard e Ana Ivanovic, por conta de atributos que nada tem a ver com o jogo em quadra. Quatro ouros olimpícos e ter que ouvir o presidente da federação russa de tênis chamar você e sua irmã de homens (sim, homens!) assustadores. 15 grand slams de duplas e ter que desistir de um dos maiores campeonatos do ano por conta de injúrias raciais sendo gritadas em sua direção. Imagina ganhar tudo isso com juízes cometendo muito mais erros contra você do que contra qualquer outro jogador ou jogadora do esporte.

Qualquer um com esses números, qualquer um com tantas conquistas seria muito mais que excelente, seria como Federer, o maior de todos os tempos. Mas, para essas pessoas, uma mulher negra é apenas uma boa tenista. Uma boa tenista que não merece tanto respeito quanto um homem branco. Por isso tudo, não tenho medo de afirmar, Serena é a maior de todos os tempos, entre homens e mulheres. Mas, infelizmente, o machismo e o racismo ainda são muito maiores que ela.