Futebol Feminino

De olho nas Olimpíadas, CBF desenha calendário inédito para a seleção feminina

No dia 5 de agosto faltarão exatos 365 dias para os Jogos Olímpicos Rio-2016. Com vistas à disputa, a seleção brasileira de futebol feminino, que recém conquistou o ouro no Pan de Toronto, começa a preencher o seu calendário com a volta da seleção permanente, amistosos e torneios internacionais, e até participação das jogadoras nas competições de clubes no Brasil.

Como a própria Formiga disse em entrevista ao último programa das dibradoras, não dá pra ficar parado: “Foi o que eu pedi pra elas [jogadoras] após o Pan – que elas se cuidassem realmente porque o nosso objetivo maior é as Olimpíadas em casa”.

Pelo jeito, não só as jogadoras, mas principalmente a direção de CBF e a comissão técnica, ouviram o pedido da veterana. Além do retorno da seleção permanente aos treinos em Itu já no próximo dia 11 de agosto, Marco Aurélio Cunha, coordenador de futebol feminino da CBF, disse para as dibradoras que o Brasil está com pelo menos três amistosos marcados contra seleções internacionais para os próximos meses.

O único com data definida até o momento é França x Brasil, que jogarão no dia 19 de setembro em solo francês. Em outubro, nossas guerreiras viajam para os Estados Unidos para enfrentar as atuais campeãs mundiais e, em novembro, recebem a Nova Zelândia para uma partida em casa, o que também irá contribuir para dar mais visibilidade à equipe junto à torcida brasileira.

Os amistosos também servirão para testar e dar ritmo às novas jogadoras que irão compor o elenco brasileiro nos próximos meses. As jogadoras que atuam fora do país, como Marta, Rosana, Andressinha e Andressa Alves, também deverão participar dos jogos, já que eles acontecerão em datas Fifa.

Para completar o calendário, a seleção disputará mais uma vez o Torneio Internacional de Seleções, com previsão para ser realizado em dezembro na Arena das Dunas, em Natal. Além disso, de forma a manter o ritmo e o físico das atletas que não possuem contrato com clubes, a CBF comunicou em seu canal de TV oficial que as mesmas serão distribuídas entre os times que estiverem disputando a segunda fase do Campeonato Brasileiro.

Sem dúvida, a medalha de ouro no Pan de Toronto serviu de motivação tanto para quem está dentro como fora dos gramados. Agora, as expectativas de ambos os lados cresceram, assim como o incentivo e o planejamento. Se depender da capitã Formiga, toda a equipe fará ótimo proveito desse momento a fim de estar na melhor forma possível para a busca do pódio nos gramados cariocas.

Com essa conquista do Pan, dá uma gás a mais e ajuda a acreditar no trabalho que tá sendo feito. Para muitas meninas, foi o início pra elas começarem a acreditar em si mesmas. Muitas foram criticadas, então nada melhor do que ganhar uma medalha dessa, chegar em casa, poder descansar, voltar aos treinamentos e já começar a focar nas Olimpíadas que, sem dúvida alguma, é uma coisa totalmente diferente do Pan-Americano. (Formiga)

campeas pan 2015_2

Imagens: Reprodução/ Fan Page Time Brasil e CBF